Paróquia Sagrado Coração de Jesus
Paulínia/SP - Arquidiocese de Campinas
Sempre de portas e coração abertos para acolher
  • Comunidade São Judas TadeuComunidade São Judas Tadeu
  • Igreja Matriz (foto tirada em um drone)Igreja Matriz (foto tirada em um drone)
  • Algumas imagens da torreAlgumas imagens da torre
  • Igreja Matriz - Capela, Sala Paramentação, iluminaçãoIgreja Matriz - Capela, Sala Paramentação, iluminação


Crisma
Crisma



Crisma ou Confirmação

Confirmação do Batismo ou Crisma o batizado reafirma sua fé em Cristo, sendo ungido durante a cerimônia, recebendo os sete dons do Espírito Santo.

A unção é feita pelo Bispo ou padre autorizado, com óleo abençoado na quinta-feira da Semana Santa.

É um sacramento instituído para dar oportunidade a uma pessoa - que foi batizada por decisão alheia (pais e padrinhos) e que tem, perante a Igreja, compromissos assumidos por outras pessoas em seu nome diante da pia batismal – de confirmar o desejo de ser membro da família cristã dentro da Igreja Católica e de reafirmar aqueles compromissos, depois de atingir a “idade da razão”.

Simplificadamente, a cerimônia consiste na renovação das “promessas do batismo”, mediante perguntas do Bispo, que em geral a preside, feitas em voz alta e do mesmo modo respondidas pelo crismando perante a comunidade.

Como o batismo, a Crisma também imprime caráter, podendo ser ministrado apenas uma vez a cada pessoa. Por ser um ato de afirmação de compromissos, a pessoa pode jamais receber a crisma ou, indo participar da cerimônia, deixar de confirmar esses compromissos.

De qualquer modo, quem não foi crismado ou quem se recusou a renovar os compromissos do batismo, pode fazê-lo em qualquer tempo. A Crisma é, portanto, um sacramento dependente, complementar ao batismo, já que não tem qualquer significação se ministrado a quem não tenha sido batizado.